Leia aqui o nosso book devocional da conferência missionária!

Dentre outas coisas, os salmos são uma verdadeira escola da oração. Nele, nós vemos as palavras inspiradas de homens que se derramaram diante de Deus com todas as suas forças. Ao ler essas palavras, Deus nos ensina também a nos derramarmos diante dele e a calibrar nossa oração diante da vontade dele. Das muitas orações contidas nos salmos, uma que me chama a atenção é o salmo 67.

O Salmo 67 começa como uma oração por bênção. Com palavras retiradas da bênção de Arão, parece ser muito semelhante aos nossos próprios pedidos à Deus por bênçãos materiais. No entanto, o salmista simplesmente justifica o seu pedido dizendo: “Para que se conheça na terra o seu caminho, e entre as nações a tua salvação”. O salmista faz uma relação entre a bênção recebida de Deus e o nome do Senhor ser conhecido por toda a terra.

De algum modo, o salmista sabe que o chamado do povo de Deus é ser bênção entre os povos da terra. E o salmista também sabe que Deus ao prover o seu povo com tudo o que necessita, também ordena que a sua salvação seja pregada em toda a terra. Ao desejar as bênçãos de Deus, o salmista também almeja a missão de Deus: Ele ora com todas as forças em um lindo refrão “Que todos os povos te louvem!”.

Este salmo nos ensina que ao orar estamos falando a um pai amoroso que nos concede infindáveis bênçãos, mas que também nos chama para participar daquilo que Ele faz no mundo. Em uma cultura consumista e viciada em prosperidade, o salmista nos lembra que ao pedir que Deus nos abençoe, devemos estar dispostos a usar essas bênçãos para a Glória de Deus e a Alegria dos povos.

Deus têm nos abençoado! Às vezes de formas que nem imaginamos… Mas será que essas bênçãos de Deus tem nos levado à um compromisso maior com a obra de Cristo? Será que nossas orações tem sido orientadas apenas por pedidos egoístas pelas bênçãos de Deus? Será que lembramos de orar pelos povos e pessoas do mundo que não tem acesso ao evangelho? Será que compartilhamos com nosso Pai celestial o desejo de que os “povos o louvem”?

A terra deu o seu fruto. Faz tua igreja um luzeiro entre os povos, Senhor!

Pin It on Pinterest

Share This