Embora essa seja uma pergunta simples, sua resposta exige reflexão e entendimento bíblico. É comum que as pessoas saibam dar uma resposta vaga à essa questão, mas padeçam de clareza sobre o “que fazer na prática”, “como”, de fato, evangelizar.

Mark Dever, em seu livro “Nove Marcas de uma Igreja Saudável”, tenta responder exatamente a isso e propõe 6 pontos a serem considerados por nós. Quero partilhar cada um deles de modo resumido aqui.

Primeiro, Dever sugere que devemos dizer às pessoas para crerem em Jesus e se arrependerem de seus pecados – há um preço envolvido. A verdadeira evangelização não esconde o chamado à mudança de vida e arrependimento.

Segundo, também sugere que devemos chamar às pessoas a uma tomada de decisão “agora”, “hoje”. Afinal, não há tempo mais oportuno do que o “agora”; não se pode deixar para depois.

Terceiro, devemos dizer às pessoas que seguira a Jesus tem a ver com dizer não para o “eu”. Tem a ver com seguir a Cristo, muitas vezes em meio a dificuldades, tomando cada um a sua cruz.

Quarto, é preciso usar a Bíblia. Não devemos ter medo de apresentar a Palavra de Deus de maneira explicita e direta. Só a Bíblia é a verdade revelada de Deus, e a salvação vem pelo ouvir à Palavra.

Quinto, a igreja local confirmar nosso testemunho ao mundo do que Deus tem feito por meio de Cristo Jesus.

Sexto, ore a Deus em todo tempo, afinal, só existe salvação por meio da graça de Deus em Cristo.

Seis pontos objetivos e práticos para pensarmos na evangelização; agora, mãos à obra: comece orando e partilhe do amor de Deus em toda e qualquer oportunidade. Deus nos dê o crescimento para sua própria glória.

Pin It on Pinterest

Share This