Nossa Vitória

por | nov 19, 2018 | Devocional | 0 Comentários

Fillipe Mendes Cotta

mm

Pastor presidente da IPE. Mestre em Teologia pelo CPAJ – Mackenzie. Casado com Thalita e pai de Sofia e Samuel.

Davi estava diante de um desafio grandioso: uma batalha sangrenta estava para acontecer. Não uma luta figurada, mas um enfrentamento real. Todos os israelitas tinham medo, os guerreiros temiam, o próprio rei Saul tremia. O vexame seria enorme. A glória do exército de Israel estava em cheque; a honra de Saul estava em jogo; e, acima de tudo, o poder do Senhor e sua grandeza eram questionados pelo enorme Golias.
Davi aparece na história, o escolhido que ninguém conhece, e reivindica o direito de salvaguardar o Nome do Senhor. A história é surpreendente, afinal Davi não vai ali para com sua força livrar o nome do Senhor de um vexame, não, isso nem sequer faria sentido. Iavé não estava a procura de alguém para o salvar. Davi é usado por Deus como instrumento falho, impróprio e precário para prover livramento ao seu povo e glorificar seu próprio Nome, ao demonstrar que não somente aquela batalha, mas toda a história pertencia a ele.
Sim, a história pertence ao Deus Criador, Soberano e Presente. Nada, nem Golias, nem Satanás e seus anjos, nem poderes, nada pode tirar a autoridade do Deus todo-poderoso, que governa céus e terra. Ao usar Davi, o Senhor demonstrava a seu povo que Ele, e ninguém mais, governa sobre tudo e tem todo poder. A batalha pertence ao Senhor, ele livra os seus.

1 Samuel 17:47 – Todos que estão aqui saberão que não é por espada ou por lança que o Senhor concede vitória; pois a batalha é do Senhor, e ele entregará todos vocês em nossas mãos”.

Confiança, fé, salvação e graça. É disso que essa história nos fala. O Senhor nos fez povo, quando não éramos. Ele nos salvou quando não merecíamos. Ele nos preserva com poder e graça a fim de nos conduzir à sua presença. Nossa esperança está nEle firmada: Deus é conosco.
Tenha fé. Descanse.

Últimas publicações

Pin It on Pinterest

Share This