A Reforma Protestante desencadeada com as 95 teses de Lutero divulgadas em 31 de outubro de 1517 foi, sobretudo, eclesiástica em um momento em que todos os olhares se voltavam para a reestruturação daquilo que a Igreja cria e vivia. Renasceram assim, os dogmas evangélicos:Sola Scriptura, Sola Gratia , a Sola Fide, Solus Christus e Soli Deo Gloria . Reformadores como Lutero, Calvino e Zuínglio possuíam em suas mãos o grande desafio de reconduzir a Igreja à Palavra de Deus e assim, todos os escritos foram revestidos por uma forte convicção eclesiológica. O Trabalho deles nos ajunda aprofundar na importância da pregação do evangelho pelas seguintes razões:
a) A Reforma levou a Igreja a crer que o curso de sua vida e razão de existir deveriam ser conduzidos pela Palavra de Deus (submetendo o próprio sacerdócio a este crivo bíblico) e foi justamente esta ênfase escriturística que despertou Lutero para a tradução da Palavra na língua do povo. O grande esforço missionário para a tradução bíblica resulta diretamente dos ensinos reformados.
b) A Reforma reavivou o culto onde todos os salvos, e não apenas o sacerdote, louvavam e buscavam a Deus. E Lutero, em uma de suas primeiras atitudes, colocou em linguagem comum os hinos entoados nos cultos. Esta convicção de que é possível ao homem comum louvar a Deus, incorporou na Igreja pós-reforma o pensamento multiétnico, onde “o desejo de levar o culto a todos os homens.
c) A Reforma trouxe a Glória de Deus como motivo de vida da Igreja, e isto definiu o curso de todo o movimento missionário pós-reforma onde o estandarte de Cristo, e não da Igreja, era levado com a palavra proclamada entre outros povos
Mas, sobretudo, a Reforma Protestante passou a Igreja pelo crivo da Palavra e isto revelou-nos a nossa identidade bíblica, segundo o coração de Deus. Seguindo o esboço desta eclesiologia reformada, poderemos concluir que somos uma comunidade chamada e salva pelo Senhor com uma finalidade na terra: Pregar o evangelho a todos os povos. Que Cumpramos a nossa missão!

Texto de Ronaldo Lidório Adaptado pelo ministério de missões

Pin It on Pinterest

Share This